Engine Control Unit ou Electronic Control Unit?

Os DOIS. Isso mesmo, ECU é a sigla para Engine Control Unit, ou módulo de injeção e também é a sigla para Electronic Control Unit que quer dizer qualquer módulo eletrônico que controla os diversos sistemas do carro.

Os dois significados passaram a se confundir com a evolução eletrônica automobilística, que permitiu a criação de diversos dispositivos de conforto e segurança nos automóveis modernos.

ECU = Engine Control Unit

A ECU foi adotada logo nos primeiros sistemas de injeção eletrônica. Nos primeiros sistemas, as centralinas gerenciavam o funcionamento do motor, que recebia os sinais enviados pelos sensores de posição da borboleta e do virabrequim. Com esses sinais, calculavam quanto ar entrou pela borboleta e o momento em que o sistema de ignição dispara. A ECU é responsável por processar estes sinais de entrada e, com base nos valores, enviar um sinal para abrir as válvulas injetoras, permitindo a injeção de combustível no momento exato, pelo tempo necessário para o funcionamento do motor.

Embora muito avançadas para a época, as centrais primitivas ainda não conseguiam compensar a densidade do ar, mais alta nos dias frios. Com a evolução dos sistemas de injeção eletrônica, as placas passaram a ter mais sensores de entrada, para permitir maior controle sobre o motor.

Hoje por exemplo, os sensores de temperatura do ar permitem que a ECU envie um sinal para as válvulas injetoras nos dias mais frios, permitindo um tempo maior de injeção. Existem também os sensores de temperatura do fluído de arrefecimento, que informam a ECU se o motor está quente ou frio, e aumenta o controle sobre o motor. Depois, passaram a integrar o controle eletrônico da ignição, fazendo com que a ECU emitisse sinais de saída para a bonina de ignição, permitindo o avanço ou atraso no ponto de ignição. Vieram também os sensores de oxigênio, responsável por medir a quantidade de oxigênio nos gases de escape (mais conhecida como lambda).

Como pode perceber, tudo começou com um sistema simples que utilizava dois sensores de entrada e um único atuador que recebia o sinal de saída da ECU. Hoje, com a evolução do sistema, houve a integração dos sensores de rotação, detonação, posição da borboleta, oxigênio, temperatura do ar e fluido do motor.

ECU = Electronic Control Unit

A evolução da tecnologia chegou também para a área automobilística, permitindo um aumento na capacidade de processamento de dados e criação de novos sistemas de gerenciamento de desempenho do motor e de diversos outros sistemas de gerenciamentos do carro. A substituição do mecânico pelo eletrônico, permitiu a substituição de um quadro de instrumentos por um módulo eletrônico que processas os sinais informados pelo motor e transforma em informações digitais do velocímetro, conta-giros e marcador de nível do combustível.

O sistema de freio ABS também é baseado em uma ECU, onde os sensores de rotação enviam um sinal a unidade de controle eletrônico caso uma ou mais rodas tenham sua rotação interrompida. A ECU por sua vez, envia um sinal para um atuador que alivia a pressão hidráulica das pinças para impedir o travamento das rodas. O ar condicionado também conta com uma ECU que recebe o sinal dos sensores de temperatura e definem a velocidade dos ventiladores e qual a temperatura do ar será “soprado” para se atingir a temperatura desejada.

Além destes, outros sistemas do carro passaram a ter seu próprio módulo a fim de evitar um emaranhado de fios. Um carro mais moderno pode chegar a ter até 70 ECU’s diferentes que se comunicam entre si sem a necessidade de um servidor central.

Ficou claro a evolução dos módulos eletrônicos? Se tiver mais alguma dúvida sobre esse assunto, entre em contato com nossa central de atendimento.

Vamos juntos e conte conosco!

Equipe Ecumix

Um laboratório de reparos funcional e a baixo custo

Um dos principais passos para começar a atuar na área de reparação de centrais automotivas é a montagem de um laboratório adequado.

Além de um espaço adequado, dos materiais de seguranças que falamos no post sobre Segurança do Trabalho, precisamos pensar em quais ferramentas precisaremos.

Vale lembrar que o reparo de centrais possui duas categorias: Reparo da placa e reparo do software (arquivos), por isso, além de ferramentas específicas, é preciso também investir em conhecimento técnico para a reparação de arquivos.

Imagine que chega um carro em sua oficina onde o atuador da central não está funcionando. Provavelmente este problema esteja relacionado com algum defeito da placa ecu, e para resolver este problema, será necessário ferramentas específicas como estações de solda e retrabalho, componentes para reposição e etc. Mas se a falha está no sistema de imobilizador, algumas ferramentas não serão utilizadas e darão lugar para a programação de centrais para correção do software defeituoso.

Por isso, é fundamental que o primeiro investimento seja em conhecimento. Somente o conhecimento profissional na área, o estudo do seu mercado e a demanda do seu dia a dia te ajudarão a montar um laboratório customizado e funcional.

E para o laboratório, temos alguns itens que são indispensáveis, como:

Uma bancada coberta por uma manta isolante;

Um soprador de ar quente;

Um ferro de solda com regulagem de temperatura;

Um multímetro;

Um osciloscópio;

E uma fonte de alimentação assimétrica.

Já as ferramentas para reparo de arquivos, são equipamentos de custo mais elevados, como simuladores ou programadores de centrais. Portanto, é preciso pesquisas mais aprofundadas para que a escolha seja funcional e de custos adequados com as capacidades de sua oficina.

E para aprender na prática sobre ferramentas e reparação de centrais automotivas e reparação de arquivos, conheça mais sobre o nosso Curso de Manutenção de Centrais Automotivas Ecumix Solutions. Curso online, com certificado, aulas ao vivo todas as terças e quintas e todo o suporte que precisar dos mestres Márcio e Adhonai. Aprenda onde quiser e quanto puder!

A principal peça da sua empresa é VOCÊ.

Cuidar da sua saúde e segurança é fundamental para a sobrevivência do seu empreendimento.

Por isso, adotar hábitos seguros, estrutura adequada e equipamentos de segurança são fundamentais em sua oficina.

Além de uma estrutura elétrica adequada, com tomadas identificadas e aterramento, utilizar fontes com fusível auxilia para que a perda seja menor em casos de curtos.

Isolamentos eletroestáticos são essenciais para evitar pequenos curtos nos circuitos elétricos das placas, bem como a pulseira eletroestática, que permite o isolamento da estática reproduzida pelo seu próprio corpo.

Manter uma bancada limpa e organizada auxilia na execução dos reparos. Existem componentes muito pequenos que podem se perder no processo de manutenção. Cobrir a bancada com uma manda de borracha também é fundamentar para o isolamento eletroestático das placas em manutenção e também para amortizar impactos de quedas de componentes.

Um instrumento fundamental para a execução de manutenção em ECU’s é a lupa de cabeça. Ela permite enxergar os detalhes dos circuitos das placas, deixando sua mão livre para a execução dos movimentos necessários para o conserto.

E por fim, 3 EPI’s básicos que não podem ser esquecidos: Protetor auditivo, óculos de proteção e máscara. Principalmente os óculos e a máscara são fundamentais por conta do manuseio da solda. Ao soldar o circuito, a fumaça exalada pela ferramenta de solta com o estanho, pode causar queimaduras em suas vias respiratórias e até mesmo, ocasionar um câncer. Já os óculos protege sua visão de qualquer faísca que a manutenção possa vir a causar.

Adotando medidas simples e baratas de segurança, você preserva o bem mais precioso para o seu sucesso, sua saúde!

Tem alguma dúvida sobre esse assunto? Conta aqui pra gente, estamos aqui para te ajudar!

Vamos juntos e conte conosco!

Bem-vindo ao Blog da Ecumix.

Este é mais um canal que abrimos para que você possa aprender sobre sistemas e centrais automotivas.

Traremos dicas sobre componentes, esquemas elétricos, recuperação de módulos, manutenção de central e até mesmo dicas sobre empreendedorismo e muito mais.

De forma simples, com leituras rápidas de dinâmicas, queremos levar a vocês o melhor conteúdo de apoio.

Vamos juntos e conte conosco!

Equipe Ecumix