No post anterior explicamos a evolução da ECU e dos sistemas mecânicos para eletrônicos.

Agora vamos esclarecer como é o funcionamento de uma Central.

As centrais são compostas por 3 blocos básicos: Bloco de Alimentação, Drives de controles de atuadores e Bloco de Entrada de Sinais e Processadores.

O bloco de alimentação conta com elementos importantes, como os diodos de proteção, que permitem que a corrente elétrica circule somente em um sentido, garantindo o bom funcionamento da placa, ainda que haja uma inversão de polaridade.

Após a tenção de alimentação entrar para o sistema, chega aos capacitores eletrolíticos. A tensão acumulada dos capacitores, auxiliando no disparo dos injetores. Além disso, este bloco conta com o regulador de tensão, responsável por reduzir a tensão de 12v a 5v.

Já o bloco de controle de atuadores encontramos os transistores de potência, responsáveis por ligar os atuadores do motor. Também temos os multidrivers que efetuam diversas funções, como, ao receber comandos do processador, enviam sinais para ligar os atuadores.

Por fim, o bloco de entrada de sinais e processadores conta com um conjunto de resistores que reduzem a corrente de entrada dos sinais. Além disso, existe os filtros, capacitores de cerâmica que filtram as tesões e encaminham até o microcontrolador, tendo como função analisar todos os sinais e executar as tarefas sobre os drives que controlam os atuadores do motor.

Este é um modo bem resumido do funcionamento de uma central, que pode ser utilizada em outras centrais de comando do automóvel.

Qualquer dúvida, conte conosco!

Equipe Ecumix

Como funciona uma central?
Tags:                 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *