Os carros autônomos estão cada vez mais presentes no mercado automotivo. Isso quer dizer que cada vez mais os carros dependem de sistemas eletrônicos computadorizados e menos mecânicos.

Os chamados carros inteligentes já estão entre nós e continuam evoluindo em um ritmo cada vez maior. Atualmente, até mesmo automóveis comuns oferecem várias soluções tecnológicas embarcadas que facilitam a vida dos motoristas e aumentam o conforto dos passageiros. 

Sensores que monitoram a pressão dos pneus, fluído dos freios e funcionamento do motor, comandos de voz e outras funções interativas também estão cada vez mais presentes no mercado automotivo

Os carros inteligentes têm autonomia para se movimentar de forma segura sem a necessidade de um motorista. Isso se dá por meio de trajetos programados e comunicação ativa com o ambiente, a via e os outros carros.

Não é de hoje que a tecnologia anda de mãos dadas com o setor automotivo. Os carros inteligentes são testados pelas maiores empresas do mundo e com as estradas inteligentes não é diferente. São cada vez mais numerosos e profundos os estudos direcionados para o funcionamento dessas vias que são as responsáveis pela comunicação entre os veículos e pela otimização do tráfego. 

Toda essa tecnologia visa tornar a integração veículo e ambiente, uma integração otimizada e com a interferência humana, cada vez menor.


Os estudos e testes em estado avançado permitem que a comunicação seja feita por v2i e internet. A mensagem é passada para os centros de gestão de tráfego e os dados são transmitidos das luzes dos semáforos para o sistema que é responsável pelos automóveis, tudo isso em tempo real.

Em seguida, as informações dos veículos sobre o trânsito são enviadas para uma central, o que permite uma manipulação eficaz do tráfego naquele local. É por meio dessa transmissão e da comunicação entre os veículos que o trânsito é gerido sem a necessidade da intervenção humana. 

Os benefícios dessa nova tecnologia são inúmeros. Essa revolucionária tecnologia automotiva promove a interação entre os carros e as vias públicas, melhorando a mobilidade e a segurança nas cidades, tornando o trânsito mais eficiente. Com a troca de dados entre o automóvel e a central de infraestrutura, avanços no sinal, frenagens bruscas e congestionamentos podem ser evitados. 

Além disso, todo esse sistema é extremamente eficiente no quesito evitar acidentes. Os sistemas mecânicos e eletrônicos do automóvel são preparados para as mais diversas situações que podem ocasionar acidentes. Como o sistema de comunicação dos carros inteligentes recebe dados básicos como a velocidade dos outros carros, o tempo de percurso e a distância entre os veículos ou outras barreiras, é possível a prevenção de colisões, entre outros acidentes.

Outro benefício dos carros inteligentes é que eles têm o controle eletrônico de estabilidade: quando você desvia de um obstáculo e ocorre a aquaplanagem ou quando o veículo perde a tração, a estabilidade é facilmente recuperada.

Outras funções presentes nos carros inteligentes fazem deles veículos com o diferencial de segurança em destaque, como o assistente de permanência de faixa, responsável por movimentar o volante quando o veículo sai da faixa ou quando o motorista não sinaliza a mudança nem responde aos alertas emitidos; o detector de ponto cego, que informa a presença de algum elemento no ponto cego do motorista, através de sensores ou câmera; os faróis inteligentes são aqueles que têm LED e outras tecnologias automotivas para evitar acidentes durante a noite com lâmpadas giratórias que direcionam o feixe de luz para os lados, o que permite uma melhor visualização dos pedestres, e no sistema de farol alto, impede que a iluminação atrapalhe outros motoristas.

O piloto automático adaptativo é a evolução do piloto automático: enquanto o convencional registra uma velocidade e a mantém na viagem, acelera ou freia o automóvel, o piloto adaptativo também faz a identificação do veículo que está à sua frente e demonstra como você deveria conduzir o carro. E o sistema Teen Driver ajuda o motorista a se lembrar ou prestar atenção em recursos básicos de segurança automotiva. Ele avisa, por exemplo, sobre a utilização do cinto de segurança e pode até controlar o som dentro do carro.

Além de todas essas evoluções de dirigibilidade, o sistema infoentretenimento também evoluiu. Responsável pelo controle das funções de entretenimento e informação do carro, permite que o motorista acesse os controles de ar-condicionado, som, navegação ou de aplicativos para celular. Tudo isso de forma interativa a partir de uma tela sensível ao toque. Nessa categoria estão os sistemas que dão acesso ao Android Auto Google e o CarPlay da Apple. Para usar o sistema, basta conectar o celular e pedir para fazer ligações telefônicas, enviar e receber mensagens, acessar músicas, controlar mapas e outros recursos disponíveis nos telefones móveis.

Todas essas tecnologias já estão em testes nas grandes montadoras, adaptadas a realidade brasileira, grande parte destas novas funcionalidades já estão nos projetos dos novos lançamentos automotivos. Por isso, manter-se atualizado é uma necessidade para o futuro dos profissionais do setor automotivo.

Você precisa estar preparado para essa demanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *